“Tem de ser encarado como uma final”

José Gomes pretende que o Marítimo actue como se o jogo com o Benfica fosse decisivo para o futuro da sua equipa.

A partida, agendada para as 18 horas desta segunda-feira, marca o reencontro com a sua antiga equipa, novamente como adversário, depois do duelo enquanto treinador do Rio Ave. Nesta contenda, realizada na Luz, e a contar para a Taça da Liga, ficou na retina o facto de os vilacondenses terem estado ao nível das águias.

“À medida que as jornadas vão passando, cada jogo vai tendo uma importância acrescida. Depois, a retoma tem trazido mais surpresas do que o habitual, mas, se olharmos ao calendário de todas as equipas na luta pela manutenção, ainda está muita coisa para acontecer. Tem de ser encarado como uma final e como se dependêssemos deste jogo para atingirmos os nossos objetivos, mas sabemos que não é, atendendo ao que falta jogar”, referiu José Gomes, em conferência de imprensa.

O líder técnico dos madeirenses recusa a ideia de defrontar um rival frágil: “O que dá confiança às equipas são as vitórias. Às equipas, ao processo, aos treinadores, aos clubes e, a esse nível, não estão a um nível de grande confiança. Agora, seria um erro terrível se pensássemos que, pelo Benfica vem de um momento menos conseguido, estará fragilizado e será um adversário fácil, porque não é verdade”-

José Gomes defendeu o trabalho de Bruno Lage e a qualidade dos jogadores do Benfica: “A qualidade está lá, o trabalho está lá. Há muitos jogadores com qualidade no plantel e já o demonstraram esta época, a fazer grandes jogos. O que temos de fazer é respeitar essa qualidade e essa dimensão e jogar o nosso jogo o melhor que podermos e soubermos para conseguirmos os três pontos, que são o que queremos”.

O desaire com o Portimonense pertence ao passado: “O que está para trás, está para trás. Nem em todas as nossas vitórias, as coisas estavam bem, nem quando perdemos, tudo estava mal. A mim, que estou a orientar e que sou responsável pelas decisões e opções, compete-me ajudar os jogadores a estarem tranquilos e focados para agarrarem no de que bem temos feito”.

O Marítimo soma 28 pontos e, em caso de vitória igualará pontualmente o Paços de Ferreira, décimo segundo classificado, caso os castores não somem pontos diante do FC Porto, nesta 29ª jornada da Liga NOS.

Clique em cada link para mais informações:

A Bola

O Jogo

DN Madeira

Notícias ao Minuto

Sapo Desporto

Record

Zero Zero

Rádio Renascença

Agência Lusa

Pedro Santos

Pedro Santos

Comentários

Novos Posts

Arquivo de Notícias

Vídeos