José Gomes mantém sentimento maritimista

José Gomes desvinculou-se do Marítimo para treinar o Almería e deixou, em entrevista à Marítimo TV, elogios ao clube, aos adeptos, a quem vive na Madeira e ao presidente Carlos Pereira.

“O sentimento maritimista e da ilha da Madeira vai continuar comigo. Adorei viver na Madeira, é uma ilha fantástica. A pureza das pessoas, a qualidade de vida e a forma como fomos recebidos e tratados vai ficar para todo o sempre”, referiu José Gomes.

O novo treinador da formação da Andaluzia revelou que teve uma boa relação com Carlos Pereira: “Tenho de agradecer ao presidente porque foi a pessoa que, em primeiro lugar, acreditou em mim, demonstrou vontade em me contratar e que me apoiou desde o dia que eu cá cheguei”.

José Gomes desvendou como surgiu a possibilidade de rumar ao Almería: “Após o final do jogo com o Famalicão [empate 3-3], recebi uma proposta interessante, um desafio muito grande que pode projetar a minha carreira profissional. No domingo, de manhã, partilhei com o presidente o que estava a acontecer e, até de alguma forma, aconselhei-me com ele pela excelente relação que sempre tivemos e continuamos a ter”.

A importância dos adeptos

Os adeptos do Marítimo mereceram, também, as palavras de José Gomes: “Mesmo com os jogos à porta fechada, falei sempre dos adeptos. Tivemos jogos muito bons e eu referi que os adeptos mereciam ter visto o jogo no estádio, que já é lindíssimo, fica ainda mais bonito quando eles lá estão. A base do Marítimo são os adeptos, por isso, este é o maior das ilhas. Sem eles, o Marítimo não teria a dimensão que tem hoje, e será com eles que o Marítimo será maior no futuro”, salientou.

Veja aqui o vídeo desta entrevista.

Pedro Santos

Pedro Santos

Comentários

Novos Posts

Arquivo de Notícias

Vídeos