“É um futebol que os atletas gostam de jogar”

José Gomes dedicou bastante tempo da conferência de imprensa, para a antevisão ao encontro com o Sp. Gijón, agendado para as 17.15 horas de domingo, menos uma em Portugal continental, a explicar o futebol que mais aprecia e pretende continuar a implementar no Almería.

“Foi um jogo bom – (vitória frente ao Lugo, n.d.r.), mas é passado e não podemos pensar que fizemos 45 minutos muito bons e agora vamos relaxar e descansar. No domingo, temos um jogo muito complicado frente a uma equipa muito organizada, com muita velocidade no contra-ataque, sabem o que jogamos e temos de estar concentrados, criando espaços para jogar o nosso futebol. No último domingo, jogámos bem, mas em futebol não se pode viver do passado. Temos de continuar com toda a energia e humildade e reconhecer que as equipas têm muita qualidade, com jogadores bons em todos os plantéis e qualquer equipa pode ganhar a qualquer equipa. O nível de competitividade é muito bom e, a cada dia, temos de trabalhar e dar o nosso máximo, porque não podemos relaxar um segundo que seja”, referiu o líder da equipa técnica dos rojiblancos.

“O Sporting não só é uma equipa intensa, muito organizada pela forma como demonstra essa intensidade, é muito organizada ofensivamente, dificilmente podemos tirar os centrocampistas das suas posições e houve qualidade nas três partidas ganhas, em igual número de jogos. Isso vai exigir a criação de espaços para jogarmos o nosso futebol, muita velocidade na nossa circulação de bola e muita dinâmica. De outra forma, podem complicar a acção ofensiva a qualquer equipa”, acrescentou.

Jogos controlados

José Gomes pretende que não haja diferença entre a forma como o Almería joga como anfitrião e como visitante: “Gostaria que a minha equipa, independentemente de jogar em casa ou fora, possa apresentar a sua identidade de como jogamos, que cara temos, como somos e pensamos futebol. A coragem de jogar, seja onde e contra quem for, nem sempre é fácil. Mas é isso que procuramos e treinamos todos os dias nas acções de jogo, para que os futebolistas sintam confiança em fazer as coisas como queremos. É a cara que queremos: jogar com a alegria, tendo a bola e obrigar o adversário a recuperá-la, a desequilibrar-se na sua acção defensiva. Nem sempre conseguiremos isso, por mérito do rival, ou erros nossos. Queremos sair, a jogar, e criar situações de perigo na balia adversária. Gosto de controlar as partidas e, para isso, pode controlar-se com bola. Gosto de controlar o espaço, com muita mobilidade, sempre com movimentos de ruptura e para criar problemas na linha defensiva. Em resumo, um futebol que os atletas gostam de jogar, passando a bola, com muito toque. Iremos tentá-lo sempre”.

Mudanças no plantel.

José Gomes , que gostaria de ter trabalhado mais com o actual plantel, admite que pode entrar mais um jogador para o ataque e sair mais 2 ou 3 atletas.

Confrontado com as eventuais convocatórias de João Carvalho e Robertone – os mais recentes reforços – o treinador do Almería referiu: “Todos os jogadores que estão oficialmente no Almería podem integrar a lista de convocados”.

Clique aqui para ver o vídeo, numa edição da UDA.

Ler mais informação nos links:

Diário de Almería

Voz de Almería

.

Pedro Santos

Pedro Santos

Comentários

Novos Posts

Arquivo de Notícias

Vídeos