Marca: “Almería despede-se com a cabeça levantada”

A comunicação social espanhola elogiou o desempenho do Almería frente ao Sevilha, numa partida dos quartos-de-final da Taça do Rei que se disputou, nesta terça-feira, no Estádio Jogos do Mediterrâneo.

“A aventura do Almería na Taça terminou. Despede-se do torneio com a cabeça levantada, sendo a única equipa de uma divisão inferior que disputava os ‘quartos’ depois de ter eliminado duas equipas da I Liga, como Alavés e Osasuna. Agora, é o momento para voltar à realidade e concentrar-se no grande objectivo do clube, que é conseguir a subida de forma directa e evitar a todo o custo os playoffs”, escreveu Guillhermo Sánchez na Marca.

José María Lopez, jornalista do AS, considerou que o Almería foi “muito digno” e realçou que “os jogadores de Lopeteguei – treinador do Sevilha, n d.r. – tiveram de vestir o ‘fato de macaco’ para decidir a eliminatória”.

“José Gomes mudou por completo o onze titular, apostando na mesma equipa que começou a eliminatória anterior frente ao Osasuna. Mas a rotação total da equipa não originou nenhuma mudança de estilo no jogo de um Almería, que apostou por ter sempre a bola jogável”, acrescentou José María Lopez.

Jonathan Moreno defendeu, no Sport, que o “Almería foi crescendo conforme a partida avançou” e utilizou uma metáfora militar: “José Gomes carregou o canhão com balas e os rojiblancos morreram com as botas calçadas”.

Clique aqui para aceder às declarações de José Gomes no final da partida.