“24 pontos podem dar subida directa”

O Almería visita neste domingo, pelas 15 horas, o Zaragoza, a contar para a 34ª jornada da La Liga SmartBank. Em caso de sucesso, a equipa de José Gomes somará a terceira vitória nos últimos quatro jogos como visitante.

“Como está a tabela, cada partida tem mais importância. Até que os números nos digam o contrário, continuamos com a esperança da subida directa. Para isso, temos de ganhar em Zaragoza. A nossa margem de erro não é zero. Creio que 24 pontos podem dar-nos a subida directa. Continuará a haver surpresas, ninguém vai ganhar todas as partidas. Temos de disputar a bola como se fosse a última. Desde que JIM (Juan Ignacio Martínez, treinador do Zaragoza, n.d.r) está no Zaragoza, a equipa fez 25 pontos, os mesmos que nós conseguimos. Estão muito bem, muito comprometidos e essa dinâmica é o seu ponto forte. Disputam muito os cruzamentos. Egaras contribui muito para o centro do campo, é um futebolista muito interessante”, afirma José Gomes.

“Analisamos muito bem o rival e sabemos o que fazer. Há um plano B e um plano C mais preparados do que antes. O importante agora é procurar a solidez das nossas ideias para dar força ao nosso modelo de jogo, que é o que nos vai ajudar a chegar ao nosso objectivo. Estamos aqui para honrar o nosso emblema, para que as pessoas de Almería se sintam orgulhosas”, acrescenta o líder técnico dos rojiblancos.

Apoiar Jogadores cobiçados

José Gomes garante que os futebolistas, como Sadiq, Morlanes ou Akieme, que interessam a outros clubes, devem ser apoiados.”Temos de ajudar a que estejam concentrados nas suas tarefas nos treinos e nas partidas. Ainda que agora falem bem deles e haja interesse, é pelo bom trabalho que fizeram. Mas sabemos que a última imagem é a que fica e eles sabem e querem ajudar o Almería até ao fim”.

Neste âmbito, José Gomes analisa Sadiq, o melhor marcador do Almería: “Necessita mais do que nunca do nosso apoio. Temos ajudado para que demonstre o jogador que é e agora precisa de carinho, apoio e ajuda para que possa estar de novo ao seu melhor nível. Se não estiver equilibrado emocionalmente, isso prejudica-o. Vejo-o feliz, com vontade de demonstrar que quer ajudar a equipa e sei que o vai acontecer.”

Foto: UDA Media